Um dia você vai crescer...

Um dia você vai crescer e tudo vai mudar e no meu colo não vai mais se sentar.
E eu vou me lembrar de todos os momentos que eu te abracei e te carreguei.
Um dia você vai crescer
Foto: Elaine Fukuyama (Ver ensaio AQUI)
Um dia você vai crescer e não vai se lembrar da criança que é hoje.
E eu vou te lembrar de como você era uma criança linda, meiga e gentil.

Um dia você vai achar que sabe muito mais que eu, que agora sou velha!
E eu, vou lembrar de tudo que aprendemos juntos, das lições de casa, das músicas e livros, de quando te ensinei a falar, contar e até caminhar.

Um dia vamos brigar, você vai gritar, se trancar no quarto e chorar.
E eu, vou me lembrar de quando ficávamos juntinhos de baixo das cobertas e não parávamos de gargalhar.

Um dia você vai dizer ''Que saco mãe!'', ''haaa mãe!'', '' ''Chega mãe'' e até um ''Te odeio mãe!
E eu, vou me lembrar de todas as 3 mil vezes que você me chamava por dia, sempre querendo que estivesse ao seu lado, com um sorriso nos lábios e muitas vezes do nada dizia ''Eu Te Amo Mãe!''

Um dia você vai querer viajar com a turma nas férias, dormir na casa de um amigo ou até da namorada, conhecer outros países ou morar em outra cidade.
E eu vou me lembrar de todas as vezes que dormimos juntinhos, que precisava de mim para adormecer com tranquilidade, de todas as vezes que dormíamos de conchinha na minha cama, de todas as vezes que fui no seu quarto, só para ver se estava respirando e te cobrir. 

Um dia, você vai crescer e não vai precisar mais de mim...
Um dia, você vai crescer e voará seus próprios voos 
Um dia, você vai crescer e se tornará um homem

E eu, vou ficar aqui com o coração apertadinho, mas torcendo e rezando por você em todas as situações da vida. Sabendo que quando cair, um beijo meu não vai mais sarar, mas minha mão pode segurar a sua e te ajudar a levantar. Eu vou vibrar a cada obstáculo ultrapassado, a cada vitória alcançada, a cada sorriso dado e quando tudo tiver difícil e achar que não consegue mais eu estarei lá para te mostrar que consegue ir muito além.

Sim, você vai crescer, muitas lembranças vão se perder. Mas os sentimentos vão prevalecer!
E eu, vou querer voltar ao tempo e viver tudo outra vez, mas isso não vai acontecer, 

Então só me restará agradecer, por todos os momentos juntos, por todos os aprendizados e ensinamentos, por todos os sorrisos e lágrimas, por ter o privilegio de SER SUA MÃE! 

LEIA TAMBÉM:
PELOS DIREITOS DOS MENINOS: AQUI
O que te desejo...MÃE: AQUI
20 Conselhos para uma Mãe de Primeira Viagem: AQUI
E hoje eu quis chorar: AQUI
Seu filho precisa mesmo ser tão feliz?: AQUI

Acompanhe o Blog nas redes sociais e fique por dentro de TUDO! 

Você já conversou sobre sexualidade com seu filho?

Muitos pais já se sentiram ou sentirão constrangidos com perguntas relacionadas ao sexo. Isso porque na medida em que as crianças vão crescendo, sua noção acerca do mundo também se amplia. As diferenças sexuais começam ficar evidentes, as dúvidas sobre como os bebês são feitos e como é beijar na boca vão surgindo. Mas o que responder quando essas perguntas aparecerem?
Você já conversou sobre sexualidade com seu filho?
Por ser um assuntos culturalmente considerado tabu, os pais muitas vezes tendem a mentir ou criar histórias por terem dificuldades em conversar abertamente com os filhos. Isso também ocorre quando há necessidade em conversar sobre o uso de drogas e entorpecentes, gravidez precoce e doenças sexualmente transmissíveis (DST’s). Aqui é o momento onde geralmente se inicia o processo de inibição ou repressão às dúvidas dos filhos, levando-os a perceberem que determinados assuntos não devem ser conversados com os pais. A consequência mais evidente disso é o distanciamento dos filhos, levando-os a se aproximarem de pessoas que possam conversar sobre esses assuntos sem rigidez, como os amigos e colegas de classe.

Mas esses assuntos não são comuns apenas na adolescência não!Com a diversidade de recursos, as informações chegam às crianças cada vez mais cedo, aumentando as chances de perguntas e questionamentos aparecerem.Daí a importância em dizer a verdade, pois da mesma maneira que algo pode ter instigado à pergunta da criança, ela já pode saber a verdade e estar perguntando por não ter ficado satisfeita com que receberam. Por isso, não há necessidade em prolongar ou responder muito mais que a criança perguntou, lembre-se: queremos auxiliar naquela dúvida especifica. Caso outras dúvidas apareçam, responda e certifique-se de que a criança ficou satisfeita com sua resposta.

Não há uma idade certa para que as dúvidas sobre sexualidade surjam no universo infantil. Crianças com idades abaixo de cinco anos, geralmente têm dúvidas relacionadas às diferenças sexuais ou origem dos bebês. Já as crianças mais com idade entre oito e doze anos podem perguntar o que é sexo, penetração, orgasmo ou ejaculação, etc. Mas isso não é uma regra. Depende muito mais dos conhecimentos da criança sobre sexo e também da relação estabelecida entre a criança e os pais para que a pergunta surja. 

A melhor maneira de responder essas dúvidas é dizer sempre a verdade, adequando o conteúdo à idade da criança. Hoje em dia existem vídeos, livros e filmes educativos que podem auxiliar o diálogo com os filhos, mas caso você responda algo e perceba que não foi suficiente para sanar as dúvidas da criança, busque ajuda de um profissional qualificado.

Wallana Coutinho Soares - CRP 04/45434
Marina Junqueira Nolasco - CRP 04/45417
Instagram: @cacopsicologia
Facebook: /cacopsicologia

Ametsa: Uma marca de make que você tem que conhecer

Sabe aquela maquiagem que você adora e usa em todas as ocasiões? SIM!!! Para sair, para ir ao trabalho, ao shopping, brincar com os filhos na pracinha, mas também usa para ousar com as amigas! Essa maquiagem  existe amiga! Estou falando da AMETSA, uma marca de maquiagem super jovem mas que podem ter certeza, vai ganhar o mundo! Pois os produtos que testei são maravilhosos!!!
Ametsa: Uma marca de make que você tem que conhecer
Há algum tempo ganhei o SUPER KIT , uma caixinha super estilosa e bela, que vem com 7 batons sensacionais, cada batom com sua própria característica e podendo ser usados em vários momentos da vida! São eles: Fatima (rosa queimado)Istanbul (marrom)Lucy (vermelho intenso), esses são EXTRA CREMOSO,  porque tem dia que a gente perece arrasar no bocão. Nemo's Reef (alaranjado) e Vinyl Era (vinho) na versão  MATTE ACETINADO aqueles que tem um leve brilho, para quem adora o matte mas quer um pouquinho de brilho.  E os Table for Two (rosa) e  Iced Coffee (nude), que são os SUPER MATTE LIQUIDO, os queridinhos do momento, aqueles totalmente sem brilho e extremamente durável. 
Veja algumas fotos desse kit maravilhoso:
Ametsa: Uma marca de make que você tem que conhecer
Ametsa: Uma marca de make que você tem que conhecer
Testei todos os batons e fiquei encantada com a marca, desde o atendimento, a entrega do kit até o batom na boca. Todos cumprem o que a marca promete como qualidade, cores e texturas. Também os batons hidratam os lábios, devido terem aloe vera, vitamina E e hidratante. São batons diferenciados, gostosos de usar, pois são fáceis de aplicar pela textura e a duração excelente, até o extra cremoso dura bastante na boca.

Conforme escrevi lá em cima eu usei os batons da AMETSA em todas as ocasiões, desde ir em grandes eventos até indo a academia (Sim! Eu uso batom na academia, não consigo sair sem uma corzinha na boca! haahaha). 
Ametsa: Uma marca de make que você tem que conhecer
Ametsa: Uma marca de make que você tem que conhecer
Conheça mais um pouquinho da marca:
Somos uma marca jovem idealizada por Isabelle Gantus, uma menina de 17 anos que desejava encontrar no mercado, cosméticos de alta qualidade por um preço justo. AMETSA, o nome que leva a marca, por sua vez, quer dizer sonho, esse que se caracteriza por um mundo livre de estereótipos e padrões de beleza. Desejamos que nossas clientes fiquem cada vez mais bonitas, sem perderem a atitude e a ousadia de ser quem elas desejarem a qualquer hora do dia, esse é o nosso objetivo.


Todo o processo seletivo e criativo da marca agregou itens muito importantes em nossos produtos, são eles: acessibilidade, qualidade, cores, texturas, fragrâncias e o mais importante, amor. Nós amamos o que fazemos e, acima de tudo, amamos fazer parte de todos os momentos das nossas clientes.

E é, também, por esse último item apontado que nossos produtos são cruelty free. Nós amamos e preservamos a vida dos animais e, por conta disso, temos certificação da PETA e garantia que nenhuma de nossas peças são testadas em bichinhos.

Para conhecer mais a marca e seus produtos. Entre em contato:
Loja Virtual: www.ametsa.com.br
Facebook: /ametsa
Instagram: @justametsa
E-mail: contato@ametsa.com.br

Acompanhe o Blog nas redes sociais e fique por dentro de TUDO! 

O “quê” que a festeira tem?

Olá Festeiras! Deixa eu logo me apresentar, meu nome é Priscila Gommiz, sou decoradora da Gommiz Festas. Em primeiro lugar devo confessar a minha alegria de estar aqui com você no Blog Mãe de Primeira Viagem! Quando a Tatty gentilmente me convidou para dar dicas de decoração e festas, fiquei muito honrada e feliz, afinal é uma alegria compartilhar nossas experiências com um público tão seleto e querido!

O “quê” que a festeira tem?

Falando um pouco da minha trajetória, creio que assim como várias mamães festeiras (Sim! Tenho uma princesinha de 2 anos e meio!) minha formação não é inicialmente ligada à festas... embora sejam áreas afins, tenho formação em Artes Visuais, sou arte educadora e pós-graduada em gestão cultural! Decorar festas sempre foi uma paixão, porém, como você deve saber, antigamente não tínhamos tantos cursos nesta área como hoje! Foi um caminho longo e difícil, mas com muitas pesquisas de campo, análise de tendências e muito amor a Gommiz Festas nasceu, especializada em decorações afetivas e sustentáveis com sede em BH! 

Agora que você já me conhece, vamos falar de festa? Para iniciar nossa conversa quero que responda algumas perguntas: Você costuma planejar o tema do aniversário do seu filho 365 dias antes do próximo aniversário? Você fica empolgada com visitas em casa e faz disso um grande acontecimento, como mesa posta e adornos? Você pesquisa tendências de decoração e fica louca para executa-las? Se algumas das respostas forem sim eu te parabenizo! Você tem alma de festeira! 

E neste caso é muito importante falar que ser festeira vai muito além de decorar festas, é não medir esforços para proporcionar conforto às pessoas queridas e familiares, afinal qualquer espaço pode ser mais receptivo e aconchegante, mesmo que não seja um momento comemorativo. Festeira que é festeira inventa uma sessão cinema com as crianças em plena quarta-feira, com direito a pote de pipoca personalizada e luzinhas especiais!

Mas, porque nós festeiras temos este desejo de deixar tudo mais bonito? Aqui entre nós, depois de anos me fazendo esta pergunta, cheguei à conclusão que temos uma missão neste mundo, que é fazer pessoas felizes! Sim, sabe aquela sensação de acolhimento, de carinho, atenção e receptividade? É o que as pessoas sentem ao chegarem a um ambiente organizado, limpo e bem decorado... seja em casa, numa festa ou no ambiente de trabalho. Pessoas se sentem queridas com um café da manhã bem servido, com peças bonitas, com capricho nos detalhes! 

Por isso as festas afetivas estão sempre em alta, porque são um resgate do carinho dos eventos que tínhamos quando crianças, onde a decoração era feita por nossas mães (festeiras de mão cheia!) onde podíamos participar de tudo, ajudando encher balões, enrolar docinhos... enfim, crianças felizes! Por isso hoje, quando montamos uma decoração, (para uma comemoração ou para receber pessoas queridas em casa) a primeira coisa que fazemos é pensar no acolhimento, na surpresa, na alegria daquelas pessoas que queremos agradar! Portanto festeira decora por amor, organiza tudo por zelo e carinho, desejando que as pessoas tenham momentos acolhedores e agradáveis naquele espaço!
Priscila Gommiz 
Facebook: Gommiz 
Instagram: @gommiz 
E-mail: contato@gommiz.com.br

Alimentação saudável nas férias escolares

Enfim chegou julho e com ele a época mais esperada pelas crianças: as sonhadas férias! É uma delícia esse tempinho de descanso e quebra de rotina. Porém, com a alimentação a atenção deve ser redobrada. É comum nesse período as crianças apresentarem desidratação e diarreias, o que está relacionado com a qualidade e quantidade do consumo de bebidas e alimentos.
Alimentação saudável nas férias escolares
É uma época em que a rotina de toda a família muda, os horários para dormir e para as refeições são diferentes, a criança tem mais acesso a outros alimentos e querem abusar das guloseimas. Por isso, ter rotina alimentar é importante, mesmo nas férias. Seguem as dicas para ajudar nessa fase:
  • O ideal é que as refeições sejam feitas todos os dias nos mesmos horários, com algumas exceções. Quando acontecer aquele passeio, que interfere no horário do almoço, ofereça um lanchinho para criança, vale suco, fruta, cereais.
  • O mesmo vale para o café da manhã, os pais sempre devem oferece-lo, mesmo nos dias que a criança acorda mais tarde. Assim é possível evitar que elas fiquem beliscando até o horário da próxima refeição.
  • As frutas são ótimas para hidratar, dar energia, são práticas e uma ótima opção para lanchinho. Realize a higienização previamente em casa, e opte por frutas que são difíceis de estragarem em pequenos percursos. Exemplos: maçã, banana, pera, ameixa, pêssego e uva.
  • Outros lanchinhos práticos e gostosos são ovinhos de codorna já descascados, tomatinhos cerejas, palitinhos de pepino ou cenoura, talhinhos de couve. Lembre-se de utilizar uma lancheira térmica para o transporte e realizar o consumo em até 2h.
  • É quase inevitável o acesso às guloseimas, mas é essencial limitar o consumo, e não deixar as embalagens à vontade nas mãos da criança. Também é importante não ter o estoque desse tipo de produto em casa.
  • Nas férias também é comum reduzir o consumo de líquidos devido ao frio e a tanta energia para brincar que é difícil parar a criançada parar, mesmo que esteja com sede. Portanto deve-se intercalar as refeições com muito líquido, principalmente água
  • Que tal mudar a percepção do alimento com seu filho? Organize os horários para que a família realize as refeições junta, sem distrações. Leve-o nas feiras e compras ao supermercados. Chame-o para participar do preparo dos alimentos, acredite, as crianças adoram!
Lembre-se que se alimentação saudável não faz parte da rotina da criança, fica mais difícil ela entender a importância e certamente vai rejeitar frutas, legumes e verduras. Mais do que estipular o que é bom para a criança ou não, são os pais que devem ser exemplo!
Pâmala Mara
Nutricionista Clínica e Materno Infantil- CRN13084
Panelinhas Kids 
Instagram: @panelinhaskids
Facebook: /panelinhaskids
Tel: 31 987499685

Por que eu não consigo amamentar?

Olá pessoal, eu sou a Rúbia Carneiro enfermeira da Mommy in Love, uma empresa que surgiu do encontro de duas profissionais apaixonadas pelo universo materno-infantil. Uma enfermeira e a outra, fisioterapeuta. Ambas com uma vontade imensa de tornar o momento da gravidez e pós-parto ainda mais prazeroso. Decidimos que seríamos profissionais dispostas a ajudar, a levar informação de qualidade, sempre respeitando a vontade e decisão dos pais e familiares. Nossa preocupação é somar, melhorar a qualidade do atendimento às gestantes, puérperas, bebês e familiares em um momento que enfrentamos uma maternidade vigiada pelas mídias sociais. Uma maternidade ditadora em que se mede o “ser mãe” pelas escolhas da mulher, sem levar em conta as particularidades de cada uma. Estamos aqui para apoiar, informar e ajudar conforme a realidade de cada família! E hoje venho com meu primeiro texto...Por que eu não consigo amamentar?
Por que eu não consigo amamentar?

Essa não é a pergunta correta a se fazer. A espécie humana, ao contrário dos que muitos pensam, é a única que não tem a amamentação como um instinto primitivo, ou seja, não nascem sabendo amamentar. O bebê humano tem como instinto a sucção, mas ele não sabe se posicionar e nem como abocanhar a mama da mamãe. Portanto a pergunta correta deve ser: O que eu preciso saber e fazer para ter sucesso na amamentação? 

Ainda na gravidez a mamãe deve preparar a sua mama para a amamentação e buscar informações a respeito para se sentir mais segura e emponderada. Conhecer o mecanismo, as possíveis intercorrências, o que precisa ser avaliado, como deve ser a pega e outras questões vai deixá-la mais segura para receber seu bebê. Já na maternidade, converse com seu obstetra e com a equipe que você quer amamentar na primeira hora de vida do seu bebê. Os benefícios dessa prática para mamãe e bebê são inúmeros e favorece a continuidade do aleitamento materno. Aproveite os profissionais ali presentes para orientação e correções necessárias da pega e posicionamento. 

O bebê chegou e mesmo sabendo tudo sobre o assunto você não consegue amamentar? Talvez seja a hora de buscar uma ajuda profissional especializada ao invés de se culpar e se comparar com a prima ou a vizinha que amamentou o filho até os dois anos de idade. A amamentação não está perdida, você só está precisando de apoio profissional, por vezes, até emocional para alimentar o seu bebê. Antes de desistir ou acreditar que você não tem leite suficiente procure ajuda. O sucesso da amamentação, dentre outros fatores, está no emponderamento materno, no uso das técnicas corretas para amamentar e de algumas intervenções para estimular a produção do leite, tratar fissuras mamilares, ordenha quando necessário e outras. Acredite! Você pode e vai amamentar, só precisa de pequenos ajustes!

Rúbia Carneiro - COREN/MG 269.379
Enfermeira Materno Infantil 
Instagram: @mommy_inlove
E-mail: rubia.enf@mommyinlove.com.br

Desfralde: 8 dicas para tirar a fralda do seu filho

Aqui já começamos o processo de desfraldar o pequeno Enzo de 2 anos e 9 meses. Muitos já vão comentar ''Mas 2 anos e 9 meses? Demorou muito!!'' Então, claro que quero a independência do meu filho, principalmente das fraldas, mas não só a favor de fazer isso de forma precoce, traumática ou dolorosa para a criança, só porque eu acho que é o momento certo! Muitas vezes, nós mães ficamos ansiosas para passar esta fase, e com isso geramos mais dificuldades aos nossos filhos. Então se tá na mesma fase que eu, quer começar o desfralde vem ler as dicas!
Desfralde: 8 dicas para tirar a fralda do seu filho
Antes de tudo
Os especialistas recomendam que a fralda não seja tirada muito antes dos 2 anos, pois a criança ainda não está preparada – você vai se frustrar à toa e pode criar traumas em seu filho. Não adianta forçar a natureza.

Quando tirar
Só a partir do segundo ano de vida o bebê sai da fase oral e entra na anal, em que se dá conta de que produz xixi e cocô. No geral, por volta dos 2 anos e meio, ele emite sinais claros disso.

O que observar
Observe a capacidade de controle dos esfíncteres da criança. Em outras palavras: repare se ela se queixa quando está com a fralda suja e se avisa que vai fazer necessidades. Algumas se escondem em um canto da casa e se abaixam quando querem fazer cocô, mostrando que têm consciência de suas eliminações e estão prontas para começar o desfralde.

Como tirar
Primeiro, deve acontecer o desfralde diurno, em um período tranquilo da vida da criança – evite épocas de grandes mudanças. Escolha uma estação quente para iniciar o processo, pois os escapes de xixi deixam a criança molhada e desconfortável. Deixe seu filho de cueca ou de calcinha e com roupas leves, para facilitar. Explique que ele deve avisar quando quiser usar o banheiro e esteja presente. Use um penico ou redutor de assento com apoio para os pés (isso favorece a prensa abdominal, posição que estimula a evacuação). 

DICA TOP: Comemore quando a criança avisar a tempo de usar o banheiro, mas, se escapar, não brigue. Apenas diga que acontece e que, da próxima vez, ela deve avisar um pouco antes.

Atenção
Fique de olho para entender a rotina de seu filho. Muitas vezes, ver irmãos e primos mais velhos usando o banheiro é um estímulo para a criança, que deseja copiar os maiores e entende o processo como natural. A escola, com o exemplo dos outros alunos, também ajuda nessa questão.

Quanto tempo dura o desfralde
O tempo de desfralde varia: leva poucos dias para uma criança ou mais de um mês para outra. Quando perceber que o processo está estabilizado e seu filho já controla bem o xixi e o cocô durante o dia, parta para o desfralde noturno. Mas não se assuste se demorar mais – os médicos dizem que é normal e a fralda da noite pode ser necessária para algumas crianças até os 4 ou 5 anos. Comece diminuindo a ingestão de líquido do seu filho durante a noite. E importante: diariamente, antes de colocá-lo na cama, diga para fazer xixi. Nas primeiras madrugadas, o ideal é levá-lo a cada duas horas ao banheiro e tente descobrir em que horário, aproximadamente, ele costuma urinar. Então, procure acordar toda noite nesse horário para colocá-lo no vaso e, mais para frente, ensiná-lo a ir sozinho quando precisar. 

Quando pedir ajuda
A fralda diurna não costuma representar problemas para os pais, mas a noturna é mais desafiadora: pode levar de seis meses a dois anos para que seu filho adquira o controle. O caso só preocupa os médicos quando a criança tem mais de 5 anos e ainda faz xixi na cama diariamente ou mais de uma vez por noite, o que pode ser caracterizado como enurese noturna, que requer avaliação médica para ser diagnosticada e tratada.

Então tudo se baseia em observação, paciência e muito amor (isso sei que você tem demais). Então calma, confie em você e no seu filho, vocês vão conseguir passar por essa fase. Eu estou acreditando nisso!

LEIAM TAMBÉM:
Como e quando tirar a chupeta {7 Dicas}: AQUI
Dicas de como enfrentar a chegada do caçula com o irmão mais velho: AQUI
O AMOR PARA AS CRIANÇAS: AQUI
PELOS DIREITOS DOS MENINOS: AQUI
7 brincadeiras para ensinar para os filhos: AQUI

Acompanhe o Blog nas redes sociais e fique por dentro de TUDO! 

O que é comportamento inadequado?

Você já deve ter ouvido dizer que seu filho pode ter efetuado um comportamento inadequado, mas você sabe quando eles são realmente inadequado?

Bom, para nós, analistas do comportamento, nenhum comportamento, seja ele adequado ou inadequado deve assim ser categorizados segundo julgamentos ou hábitos familiares ou culturais. Em outras palavras, adequado ou inadequado não são equiparados a certo ou errado, bom ou ruim ou desejável e não desejável. 

O que é comportamento inadequado?
Todo comportamentos que reproduzimos modifica nós mesmos e o ambiente em que nos cerca. Com as crianças não é diferente! Elas também vão se comportando e aos poucos vão modificando o ambiente produzindo sentimentos e sensações boas ou desagradáveis a elas e aos envolvidos. Quando elas emitem comportamentos adequados, as pessoas ao seu redor tendem a parabeniza-las, sorrir, elogiar ou demonstrar carinho e afeto, fazendo com que a criança se sinta bem pelo que fez. Aqui denominamos seu comportamento como adequado, ao passo que sua emissão trouxe sentimentos bons tanto para a criança quanto para quem está ao seu redor. 

Quando a criança emite comportamentos excessivos, como gritos, choro excessivo, rigidez alimentar, agressão ou timidez ela pode produzir, ao mesmo tempo, sentimentos desagradáveis nas pessoas ao seu redor como tristeza, desmotivação, sensação de invalidez, cansaço e até mesmo raiva, sendo que ela também pode se sentir mal, por ver o que seus comportamentos esta causando nas pessoas ao seu redor. Neste caso, denominamos seus comportamentos como inadequado, pois produz consequências coercitivas, punitivas ou ruins tanto para a criança quanto para as pessoas que convive.

Por isso, acreditamos que há sofrimento tanto para a criança quanto para os pais, pois uma criança que emite comportamentos inadequados com muita frequência pode ter um déficit comportamental ou inabilidade de conseguir emitir comportamentos adequados.

Caso você sinta desconforto com o que seu filho faz na rotina dele é provável que as outras pessoas com quem ele convive (professores, amiguinhos, familiares) também sintam e por isso, torna-se imprescindível a ajuda de um profissional, já que a principal consequência desses comportamentos é o afastamento e distanciamento das pessoas e perda de habilidades sociais importantes para o desenvolvimento infantil.

A CACO Psicologia atua diretamente com a modificação desses comportamentos, auxiliando na diminuição e frequência desses comportamentos, aumentando a possibilidade de comportamentos adequados que favoreçam a relação das crianças com os pais e demais pessoas de seu contexto. Ficou alguma dúvida? Você tem percebido esses comportamentos em seu filho? Entre em contato conosco!

Wallana Coutinho Soares - CRP 04/45434
Marina Junqueira Nolasco - CRP 04/45417
Instagram: @cacopsicologia
Facebook: /cacopsicologia

5 recursos para criar sua imagem profissional

Olá querida mãe e leitora! Em nosso último texto, falamos a respeito de “Como aproveitar as datascomemorativas para lucrar mais” e um fator muito importante na hora de nos destacarmos nosso negócio para converter o potencial cliente em consumidor está em criarmos uma imagem profissional sólida e de credibilidade.
Essa imagem, não tem a ver diretamente com a beleza física, e sim, com a percepção que você cria em seus potenciais clientes. Vai desde o modo como você se porta e se relaciona com eles até recursos extras que podem ser utilizados, dos quais falarei agora:
1.       Conheça seu público e mostre isso
Pense comigo... quando você está com um problema de coluna, a que tipo de especialidade médica você imediatamente pensa em recorrer? A um ortopedista, correto? Então isso quer dizer que pelo fato de você ter a convicção de que aquela pessoa estudou para entender o seu problema a torna mais preparada para atender suas necessidades. Faz sentido?
Da mesma forma nosso cliente pensa... Quando ele tem a necessidade de algo, quer ter a garantia que tem alguém preparado para atende-lo nesse sentido e uma das maneiras de se fazer é conhecer a necessidade dele e manifestar conhecimento. Se você trabalha com nutrição, por exemplo postar vídeos no Youtube com dicas de alimentação saudável; receitas criativas, saborosas e de fácil preparo; realizar palestras e workshops na área etc; serão bons recursos para gerar visibilidade e criar conexão e credibilidade com seu público, pois ele o verá como referência em uma determinada área.
2.       Tenha um e-mail profissional
Por mais que o WhatsApp venha cada vez mais substituindo a necessidade de trocar e-mails, algumas ações ainda necessitam dele, como envio de orçamentos, propostas comerciais etc. Sendo assim é muito interessante criar um e-mail profissional e esse link traz algumas informações úteis para você avaliar essa possibilidade.
Caso não seja viável pra você nesse momento e se veja forçada a utilizar os e-mails tradicionais como Hotmail, Gmail etc, não utilize o seu pessoal. Crie outro com um nome profissional e que seja somente para assuntos relacionado aos negócios. Isso a ajudará a determinar os assuntos e dar a prioridade devida aos e-mails que chegarão a você.
3.       Invista em um cartão de visita de qualidade
O cartão de visitas muitas vezes é visto apenas como um gasto e não como um investimento, mas ele é a consolidação do primeiro contato com um potencial cliente. E causar uma boa impressão desde o início é muito bom para os negócios. Você não precisa investir no mais caro que houver, mas ter um detalhe diferente como um recorte, uma marca em verniz pode trazer um charme adicional ao seu cartão e fazer a diferença.
4.       Apareça nas mídias
Cada vez mais o mundo virtual torna-se uma conexão poderosa para o mundo real, ou seja, conseguimos a distância captar novos clientes, firmar parcerias, realizar vendas e negociações. Sendo assim, a criação de uma página no Facebook, Instagran, blog e/ou site podem ser ferramentas que permitam consolidar uma imagem de credibilidade e profissionalismo, porque venhamos e convenhamos, quando queremos buscar alguma empresa ou profissional, qual é a primeira coisa que fazemos? Corremos para o computador e pesquisamos a respeito. Se ao final da nossa pesquisa ele consegue passar uma imagem sólida, isso aumenta e muito a chance de pegarmos nosso telefone e entrarmos em contato.
5.       Tire algumas fotos profissionais
Esse é geralmente um item que gera muita polêmica... a bendita foto de perfil. Nada diretamente contra as fotos tiradas pelo celular, mas o que deve se ater é ao conteúdo das fotos e a imagem que ela passa a seu respeito. Existem stúdios fotográficos e profissionais que trabalham com isso a um preço mais acessível. E isso também deve valer para os seus produtos. Uma boa imagem dele na hora de publicar nas redes sociais e no site pode resultar numa maior atratividade. Mas se de todo não der pra você investir ainda nesse tipo de serviço profissional este link traz algumas dicas na hora de tirar uma foto de perfil bacana.
Todos esses recursos num primeiro momento podem parecer detalhes, mas o conjunto deles pode representar a consolidação da sua imagem profissional. Se ainda estiver em dúvida, pense que se você estivesse no papel de consumidora, se esses recursos a auxiliariam a decidir com quem comprar determinado produto. Se sua resposta for sim... Invista o quanto antes.
Você não precisa ter rios de dinheiro para isso ou contratar a agência mais cara de BH para lhe ajudar, mas deve dedicar tempo para pesquisar fornecedores que podem garantir qualidade a um preço acessível e fazer um plano de investimento. Comece com o mais simples, como um bom cartão de visitas, uma foto bacana, uma página no Facebook e Instagran com artes legais até chegar no site, canal no Youtube, palestras, workshops etc. O importante é colocar-se em movimento e ir construindo continuamente sua imagem e credibilidade profissionais.

Um grande abraço e até o próximo texto!
Eliene Oliveira
E-mail: contato@elieneoliveira.com

21 coisas estranhas que acontecem com o seu corpo durante a gravidez e ninguém te conta

Quando engravidamos sempre é uma grande alegria! Nós mamães ficamos encantada em poder gerar uma criança em nosso ventre. Mas logo percebemos que nada é tão bom assim!!!. E pior, tem muitas coisas que acontecem com nosso corpo e ninguém teve a coragem de contar pra gente! Como assim??? Mas eu vou te contar 21 coisas estranhas que acontecem com seu corpo durante a gravidez e ninguém te contou. Senta e prepara-se !!!!

21 coisas estranhas que acontecem com o seu corpo durante a gravidez e ninguém te conta
1. Você começa a se sentir como uma camaleoa, pois a pigmentação da sua pele vai mudando, principalmente na pekita lá de baixo, SIM, sua pekita também pode mudar de cor — tipo um azul-escuro ou vermelho-púrpura e mais ela muda de tamanho fica tamanho GG.
2. Seus seios começam a terem veias escuras visivelmente. Seu volume sanguíneo aumenta significativamente por isso o aumento das veias. 
3. E como estamos falando de seios, os seus ficam tão grandes e tão rápido que podem não crescer uniformemente. Lembre-se um lado é diferente do outro.
4. O cômodo da casa que você mais vai usar será o banheiro, seja porque ficou constipada e não consegue fazer cocô ou porque toda hora tem que ir no banheiro para fazer xixi. 
5. Sua barriga nem sempre é uma esfera perfeitamente redondinha; seu bebê é como um ninja lá dentro, o que faz com que sua barriga tenha diversas formas, e isso às vezes pode gerar um leve incomodo. (Haaa é estranho, mas é muito gostoso, vê-lo mexer, ne?!).
6. No fim da gravidez, o leite pode começar a descer e vazar. Ai você se preocupa com vazamento de cima e o de baixo, pois o xixi pode vazar também!!!
7. Nos primeiros meses, você passará a maior parte do tempo com sua cabeça no vaso — porque quase tudo te dará enjoo. Comigo foi os 9 meses mesmos!!!
8. Pode ocorrer estrias na barriga e nos seios. Elas são como tatuagens da sua gravidez, pense positivo. 
9. 22. Você deseja e come as mais estranhas combinações de comida imagináveis. E se tornam as melhores comidas da vida. 
10. Sua barriga fica muito grande, de forma que você não é mais capaz de ver a pekita e muito menos fazer a depilação. É TENSO!!!!
11. Você irá sentir um calor imenso, e pode desejar ficar pelada pela casa. 
12. Você chora e rir igual uma artista de novela mexicana. Será difícil entender seu humor. Afinal, seus hormônios estão fora de controle.
13. Hemorróidas podem ocorrer. Isso é resultado das constipações ou da força que você faz durante o parto.
14. Você sente como se o seu bebê estivesse lançando bombas de fogo em seu esôfago, resultando nas azias. 
15. E, sim, você realmente curte assistir a vídeos de partos. Você quer estar preparada!
16. Você chega a um ponto em que simplesmente deixa os peidos saírem. Você tenta mas não consegue impedir os gases. 
17. Você desenvolve uma linha escura que se estende do seu umbigo até sua virilha. É NORMAL!!
18. Falando do seu umbigo, ele pode saltar para fora.
19. Seus tornozelos virtualmente desaparecem sob um mar de inchaço.
20. Você começa a se sentir como a mulher das cavernas, porque seu cabelo não só cresce mais rápido e mais espesso, mas também em lugares onde você não sabia que o cabelo podia crescer.
21. Você insiste que precisa alimentar para três e não para de comer. Sempre colocando a culpa no bebê.

E você pode passar por tudo isso e o mais inacreditável é que vale a pena! E muitas mães passam não só uma vez, e sim duas, três,quatro... quantas o coração sentir a necessidade de passar.

Ser mãe é uma dádiva de DEUS, claro que não é fácil ou simples, tem seus momentos de dificuldades, mas é nas dificuldades que já vamos nos preparando para sermos grandes mães! 

E você, como foi ou está sendo sua gravidez? O que acrescentaria nessa lista? 

LEIA TAMBÉM:
NUTRIÇÃO NA GESTAÇÃO: AQUI

CONTROLE DA TIREOIDE NA GRAVIDEZ: AQUI
Cuidados que toda mãe deve ter durante a gravidez: AQUI
8 Dicas para a gestante fazer um ensaio fotográfico belo e inesquecível: AQUI
28 Ideias de lembrancinhas de chá de bebê simples, baratas e você pode fazer em casa: AQUI
Acompanhe o Blog nas redes sociais e fique por dentro de TUDO! 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...