Como nos tornamos Mães

Olá Amigas e Amigos!
Como estão vocês? Bem?! Espero que sim! 
Hoje vamos explicar como nasce uma mãe. Será que é através de mágica? De questões culturais ou biológicas que nos tornamos mães? Ou será que tudo isso e muito mais! Veja tudo que descobrimos!
''No momento em que uma criança nasce, a mãe também nasce. Ela nunca existiu antes. A mulher existia, mas a mãe, nunca. Uma mãe é algo absolutamente novo.'' (Rajneesh)


''Tudo depende da mãe, de sua história e da História. Não, não há uma lei universal nessa matéria, que escapa ao determinismo natural. O amor materno não é inerente às mulheres. É “adicional”. (E. Badinter)

Quando nasce uma mãe , nasce uma mãe para a vida inteira, com um amor maior do que tudo, uma afetuosidade sem tamanho por um ser pequenino e dependente. Um amor que não era conhecido e que transforma e nos torna da mulher, agora mãe, do avesso. Mas, nascem também todas as inseguranças, alegrias, culpas, maravilhas e encantamentos possíveis, é uma mulher diferente que se apresenta ao mundo. E assim é simples afirmar que quando nasce um bebê, nasce também uma mãe.

Mas é só isto? O sentimento de amor profundo, o famoso instinto materno nasce como mágica?

A forma como é vivenciada a maternidade está associada às características individuais e à atmosfera cultural que envolve a mulher. Se pensarmos que desde pequenas somos “ensinadas” a maternar quando as meninas ganham bonecas, aprendem a trocar as fraldinhas, a ninar e a gostar de cuidar de suas “filhas”.

Mas se tornar mãe passa apenas por questões culturais?

Bem, durante a gestação a mulher é bombardeada por hormônios, e entre eles a ocitocina e a prolactina, que são responsáveis, em parte, pelo amor e instinto protetor materno. A presença desses hormônios na corrente sanguínea da mãe faz com que haja muitas mudanças no seu corpo e no seu comportamento.
Ocitocina: A ocitocina é produzida em uma região do cérebro chamada hipotálamo, essa substância é responsável pelo chamado “Instinto maternal”, ela faz despertar o ímpeto protetor, por esse motivo, as mães não conseguem deixar de atender o seu bebê prontamente, logo ao primeiro som do choro.
Prolactina: A prolactina também produzida no hipotálamo, é liberada no organismo da mulher para a produção do leite materno, que alimenta e cria um elo entre a mãe e o bebê. Durante alguns meses após o parto, a mãe não consegue dormir direito a noite com receio que algo aconteça com o seu bebê, isso acontece devido a uma memória ancestral que herdamos, onde os cinco sentidos da mulher ficam mais aguçados.

Sendo assim, após o nascimento do seu filho, a mãe se preocupa apenas em proteger, alimentar e agasalhar o seu filho e isso acontece de uma forma natural, como se fosse um instinto animal de uma fêmea em proteger a sua cria. E este instinto, que as pessoas acham ser inexplicável, é totalmente explicável, é um instinto herdado dos nossos ancestrais, o instinto de proteção e preservação da espécie.

Mas também é só isto? Reduzimos tudo ao biológico?
Na verdade temos uma interação entre o biológico e o cultural, a mulher terá que se tornar mãe em seu psiquismo. Pois ocorre uma mistura de sentimentos, angústias, incertezas, felicidade e plenitude sem sim. E quem já é mãe sabe que no começo o sentimento inicial é de desamparo por não saber bem como e o que fazer, sente-se angústias e dúvidas sobre amamentação, sobre o sono, cólicas e muitas outras questões.

Então, quando nasce um filho, nasce uma mãe e nascem também os dilemas. Ahhhhhh, mas não nasce apenas filhos, mães e dilemas, nasce o colo, o chamego, a mudança de ritmo, a ilusão de que se é mulher elástico, nasce um amor, um amor que não dá pra medir e nasce uma história que as propagandas do Dia das Mães ainda não conseguem traduzir.

Sendo assim, podemos dizer que junto com os pequeninos bebês nascem novas mães prestes a embarcar numa jornada incrível de auto-conhecimento e encantamento.

Fontes Pesquisada:  Psicóloga Flávia Lopes (De noiva a mãe).

E vocês  como acham que nasce uma mãe?
Até mais! 

15 comentários:

  1. Olá!
    Adorei o post... é isso mesmo, o sentimento de mãe é algo inacreditável que nasce sem qualquer explicação. É um amor tão grande que é maior que tudo. Com certeza com uma série de dilemas como comentou, mas o amor prevalece.

    Passa lá no meu blog também.

    Bjs, Pri
    Mãe Sem Frescura
    maesemfrescura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. é sim Tatty quando nasce um filho nasce
    uma mãe, antes jamais poderíamos ter imagino como é,
    menos se tentássemos não conseguiríamos
    perfeito texto

    Nanda
    beijokas
    Linda Tarde
    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  3. Amei o seu post Tatty .
    O amor de mãe por seu filho é algo inexplicável . É um amor que chega a doer ..

    Blog Amor de Mãe

    ResponderExcluir
  4. Ai ai, esses posts parecem feitos sob medida pra mim! rs.
    Tenho lido tudo a respeito de filhos ultimamente pq estou grávida e também sou mãe de primeira viagem. Só espero acertar, não quero dar furos! rs.
    Muito lindo o seu texto, me senti inspirada. Beijos!

    http://baudabijou.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi amiga, amei o post.. concordo com tudo isso.
    Beijos
    Adri.

    ResponderExcluir
  6. Quando estamos grávidas, já nos sentimos mães...
    Mas mãe, na minha opinião, é aquela que não mede esforços para amar e cuidar dos filhos... O texto é lindo, maravilhoso, mas mãe é aquele que cuida de verdade, sem delegar suas funções... E não somente são mães, as biológicas, mas também as do coração...
    Mãe, todas as mulheres que tem filhos ou adotam, são mães, mas aquelas que assumem o compromisso, essas são poucas...
    Amei o texto...
    Bjs
    Ju.
    Mãe Sem Fronteiras

    ResponderExcluir
  7. Amei o poster, não sou mãe ainda, mas a cada dia que passa e leio seu blog, cresce mais ainda a vontade de ser mãe. Adoro seu blog.
    bjos

    ResponderExcluir
  8. E é um aprendizado a cada dia!!
    A nossa melhor parte!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Os hormônios realmente piram completamente ..tudo muda .. e quando a barriguinha começa a crescer e sentimos o bb mexer .. algo muda no nosso cerebro ..programação .. sei lá .. é surreal ... a pensar que algumas mulheres não sentem isso .. estranho ...


    Roberta Aquino
    Diário de uma Princesa

    ResponderExcluir
  10. O sentimento de uma mãe é indescritível é algo surreal.....Só quem é mãe sabe o quanto é grande
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Só sendo mãe para conhecer e entender esse sentimento...
    Beijos!
    islary34.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. e acha dilemas rs
    quando os filhos nascem
    ai surge a mãe até então ela não existia

    Linda Noite!
    Beijinhos da Nanda
    Mamãe de Duas

    ResponderExcluir
  13. Essa frase é linda
    Quando nasce um filho , nasce uma mãe
    Amei as reflexões
    Bjus
    http://segredosdaluma.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, que post lindo e bom para refletir..mas uma coisa é verdade: Só nasce uma mãe quando nasce um filho, porque antes a gente fica só na expectativa...
      bjs

      Excluir
  14. ai não tem nada melhor no mundo. bjus

    ResponderExcluir

Adoramos a sua visita!
Deixe um recadinho, uma dica, um comentário ou nos conte sua experiência!
Vamos adorar ler! Bjos e Volte Sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...