A mãe da mãe

Você já parou para pensar nos sentimentos da mãe da nova mamãe? Tenho certeza que são tantos sentimentos, são tantas emoções, são tantas alegrias e preocupações, que muitas vezes ficam escondidinhos, pois em diversos momentos são elas que cuidam, dão apoio, amor, carinho, são elas que dão força á suas filhas (recentemente mamãe), pois esquecemos, mas elas continuam sendo mães!
A mãe da mãe
Aqui no nascimento dos meus dois filhos, minha mãe foi tudo para mim, confesso que é até difícil descrever tais sentimentos, ela me amparou, ajudou, me deu colo e amor, cuidou do meu corpo, das minhas feridas, dos meus pensamentos e até da minha alma. Por ela só tenho dois sentimentos Gratidão e amor!

Segue um belíssimo e emocionante texto da autora Marcela Feriani, do Canjica, que nos faz refletir sobre as nossas mães depois que nós, filhas, nos tonamos mães. (Quantos mães né?!rs )

 A MÃE DA MÃE
Enquanto os olhos do mundo estão no bebê que acaba de nascer, a mãe da mãe enxerga a filha, recém-parida. O papel de avó pode esperar, pois é a sua menina que chora, com os seios a vazar.

A mãe da mãe esfrega roupinhas manchadas de cocô, varre o chão, garante o almoço. Compra pijamas de botão, lava lençóis sujos de leite e sangue. Ela sabe como é duro se tornar mãe.

No silêncio da madrugada, pensa na filha, acordada. Quantas vezes será que foi? Aguentará a manhã com um sorriso? Leva canjica quentinha e seu bolo favorito.

Atarefada, a mãe da mãe sofre em silêncio. Em cada escolha da filha, relembra suas próprias. Diante de nova mãe, novo bebê, muito leite e tanto colo, questiona tudo o que fez, tempos atrás. Tempo que não volta mais.

Se hoje é o que se tem, então hoje é o que é. Olha nos olhos, traz pão e café. Esse é o colo, esse é o leite. Aqui e agora, presente.

A mãe da mãe ajuda a filha a voar. Cuida de tudo o que está às mãos para que ela se reconstrua, descubra sua nova identidade. Ela agora é mãe, mas será sempre filha.

Toda mãe recém-nascida precisa dos cuidados de outra mulher que entenda o quanto esse momento é frágil. A mãe da mãe pode ser uma irmã, sogra, amiga, doula, vizinha, tia, avó, cunhada, conhecida. O fato é que o puerpério necessita de união feminina, dessa compreensão que só outra mãe consegue ter. O pai é um cuidador fundamental, comanda a casa e se desdobra entre mãe e filho, mas é preciso lembrar que ele também acaba de se tornar pai, ainda que pela segunda ou terceira vez.
A mãe da mãe
Por Marcela Feriani

Agora quero saber de você! Você teve sua mãe ao seu lado após o parto ? Ou quem teve o papel de cuidar de você  nesse período? Nos conte sua experiência! Vou adorar ler! 

LEIA TAMBÉM:
Quantas vezes chorei por você: AQUI
Família perfeita é só nas redes sociais: AQUI
Tentei ser uma mãe perfeita, mas aprendi que sou uma mãe real: AQUI
Carta de um recém nascido para os visitantes: AQUI
6 ensinamentos do irmão mais novo para o irmão mais velho: AQUI
Acompanhe o Blog nas redes sociais e fique por dentro de TUDO! 

0 comentários:

Postar um comentário

Adoramos a sua visita!
Deixe um recadinho, uma dica, um comentário ou nos conte sua experiência!
Vamos adorar ler! Bjos e Volte Sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...