Meu Caminho no Empreendedorismo

Eu sou a Kika Moreira e sou empreendedora materna. Coaching por vocação. Também sou engenheira de produção civil por formação. E não menos importante, sou fada madrinha de sonhos. E recebi um convite adorável da Tatty Nunes para estar aqui escrevendo para vocês nesse blog tão útil para tantas mães. Estou muito agradecida por ter a oportunidade de ter contato com vocês através dos meus textos. Hoje venho contar para vocês, um pouco do meu caminho no empreendedorismo.
Meu Caminho no Empreendedorismo
Bom... 2016 foi um ano de CORAGEM! (palavra originada do latim coraticum, derivado de cor, “coração”. Isso porque, em épocas remotas, este órgão era considerado a sede da coragem, além da inteligência). Osho tem uma citação ótima pra gente refletir:
"A palavra coragem é muito interessante. Ela vem da raiz latina cor, que significa "coração". Portanto, ser corajoso significa viver com o coração. E os fracos, somente os fracos, vivem com a cabeça; receosos, eles criam em torno deles uma segurança baseada na lógica. Com medo, fecham todas as janelas e portas – com teologia, conceitos, palavras, teorias – e do lado de dentro dessas portas e janelas, eles se escondem.
O caminho do coração é o caminho da coragem. É viver na insegurança, é viver no amor e confiar, é enfrentar o desconhecido. É deixar o passado para trás e deixar o futuro ser. Coragem é seguir trilhas perigosas. A vida é perigosa. E só os covardes podem evitar o perigo – mas aí já estão mortos. A pessoa que está viva, realmente viva, sempre enfrentará o desconhecido. O perigo está presente, mas ela assumirá o risco. O coração está sempre pronto para enfrentar riscos; o coração é um jogador. A cabeça é um homem de negócios. Ela sempre calcula – ela é astuta. O coração nunca calcula nada."

E foi o que constatei com as experiências de 2016. Muita crise no Brasil, muita gente passou por dificuldades financeiras. Mas sabe que eu sou grata por isso tudo? Parece loucura? Mas não é. Você também é grata? Sabia que crises nos fazem sair da nossa zona de conforto? É verdade! E é por isso que sou grata. Essa crise me tirou da minha zona confortável e me deu a oportunidade de ser mais, querer mais, buscar mais, fazer mais e consequentemente ter mais e isso me possibilitou contribuir mais.

Um dos maiores indicadores de felicidade é quando consideramos que temos um propósito na vida! E a crise me auxiliou a descobrir meu propósito de vida: o COACHING! O caminho para encontrar nosso propósito se dá por um ciclo que nem sempre nos importamos com ele.
Para que o ser seja satisfeito é preciso fazer para ter e contribuir. O foco para encontrar a felicidade é satisfazer o ser se mantendo no ciclo, sem pular suas etapas, só assim você alimenta o seu propósito. Minha geração recebeu uma educação focada no ter. Quantas vezes você escutou que deveria escolher uma profissão que financeiramente te possibilitasse ter um bom salário, um carro, uma casa, dentre outros bens, já partindo do pressuposto que isso te faria bem e que assim você seria feliz?

E quantas de nós nos pegamos tristes, deprimidas, perdidas, nos cobrando e culpando sempre por ter muitas dessas coisas e não encontrarmos conexão com o que somos, nem com o que realmente nos faz feliz? Quem sabe a resposta esteja em empreender? Já pensou nisso? Pensou mas tem medo? Não sabe como fazer? Não sabe o que poderia produzir para empreender?

No meu caso a maternidade me trouxe um incômodo, era muito sofrido para mim pensar que minha filha com 5 meses precisaria ficar em uma escolinha de 7:00 às 18:00. Poxa! São 11 horas. E considerando que ela dormia às 20:00, eu tinha apenas 2 horas à noite mais 1 de manhã com ela. 3 horas por dia durante 5 dias na semana... Essa experiência me sangrou por dentro. Eu não aceitava isso, não via vantagem nisso. Sentia-me lesada, invadida, humilhada, culpada, impotente... Estavam impondo uma decisão, eu não queria aquilo, mas precisava ceder.

Minha filha mamava exclusivamente no peito, eu tinha que ordenhar leite diariamente, estocar para enviar para escola, que não sabia lidar com leite materno porque todos os bebês de lá já tomavam fórmula. Eu precisei ensinar como se manuseava. Tentei remediar meu sofrimento acreditando que melhoraria após a introdução alimentar. Mas me enganei! Meus sentimentos em relação à essa distância da minha filha só aumentavam e eu continuava mal. Fui me afundando na depressão. Roguei à Deus por ajuda e ela como sempre veio. E como sempre de uma forma que eu não entendi, porque a gente sempre acha que precisa de uma coisa e na verdade precisa de outra e acredito que no fundo mesmo só Ele sabe o melhor pra nós.

Meu contrato de trabalho acabou. E me vi desamparada financeiramente em meio a uma crise econômica brasileira, com reflexos profundos na área da Construção Civil (que é minha área de formação). Mas eu sinceramente estava muito feliz! Aliviada!!! Estava novamente com minha filha, mas sentia que ela corria riscos por meus recursos financeiros estarem com os dias contados. Quis muito uma solução e busquei por ela. Recebi um curso de Coaching e encontrei meu propósito de vida! Libertei-me das amarras, das crenças, dos medos e comecei a empreender.

Conhece aquela frase do Jean Cocteau"Não sabendo que era impossível, ele foi lá e fez."
Foi isso! Nada mais era impossível, eu tinha maneira para fazer tudo o que precisava, queria e podia. Minha filha já tinha mais de 1 ano nessa época, já andava e falava algumas palavras, estava mais autônoma e por isso fiquei mais segura, confiante, continuava com medo, mas esqueci que era impossível empreender. E por isso fui lá e fiz!

Por isso, quando recebi o convite da Tatty só tive mais certeza da minha decisão. Escrever nessa coluna aumentará minha possibilidade de contribuir (lembram do esquema do propósito lá de cima?) e fortalecer o meu propósito. É o universo me trazendo mais oportunidades de fazer o bem, de fechar meu ciclo cada vez melhor.

Espero realmente conseguir ajudar as leitoras do Blog Mãe de Primeira Viagem e contarei com a ajuda de vocês para alcançar este objetivo. Conto com as suas opiniões, questionamentos, dúvidas, críticas, elogios, solicitações de conteúdo. Enfim, interação! Assim vamos ajustando o foco e todas crescemos juntas.

Então teclas a obra e vamos lá! Vejo você no próximo texto. Sempre aberta a sugestões de temas. 

Abraço!

0 comentários:

Postar um comentário

Adoramos a sua visita!
Deixe um recadinho, uma dica, um comentário ou nos conte sua experiência!
Vamos adorar ler! Bjos e Volte Sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...