10 Dicas para desenhar seu negócio (Parte I)

Pensei em escrever sobre algumas dicas úteis para dar para você que está pensando em empreender, que está começando agora e até para você que já está atuante no mercado. Mas elas passaram de cinco e o texto ficou enorme... Então vou dividir o texto em duas partes e pensando assim acrescentei mais algumas que achei importante citar. Neste texto então irei tratar sobre Conhecer-se, Fazer o que ama, Inovar no mercado, Ser otimista e motivada e Planejar e criar metas. Este texto usa conceitos tratados no texto anterior, então caso não o tenha lido corre AQUI para entender este mais amplamente.E vamos às dicas!

1- Conhecer-se

Lembra do meu último texto onde falei do propósito? Pois é, a primeira análise que você precisa fazer para desenhar o seu negócio é descobrir o seu propósito. O seu autoconhecimento deve estar em dia. As suas motivações e aspirações dependem da sua autoestima, da sua experiência de vida e de suas realizações pessoais. Você precisa ter certeza de quem você é e o que realmente importa na sua vida. Precisa também saber quais são seus talentos e habilidades, eles serão diferenciais no seu negócio sempre. Seu propósito inclusive pode te guiar na escolha do que empreender ou na certeza de que você fez a escolha certa de produto ou serviço do seu empreendimento. Se você tem dúvidas sobre seu propósito dá uma lida no meu texto anterior para entender melhor sobre esse assunto, ou entre em contato caso queira ajuda.

2- Fazer o que ama 

Quando você faz o que ama, os problemas viram etapas e são mais facilmente resolvidos. Lembra daquela frase do Confúcio? 
Pois é. É bem assim mesmo. Você precisa amar o que você faz! Assim consegue trabalhar mais com mais foco e aumenta as chances do seu trabalho ter um resultado melhor. E é por isso que se conhecer e conhecer o seu propósito é a premissa para empreender. E se você acha que esse lema é algo sonhador e que não se adapta ao mundo que você vive, saiba que as habilidades do ser humano não são estáticas e podem ser desenvolvidas. Se você ainda não empreende com o que ama você pode aprender a gostar do que sabe fazer melhor e isso não é acomodar-se desde que não pare por aí e fique ligado nas oportunidades que possam surgir. Se você acha uma boa idéia iniciar sua vida no empreendedorismo oferecendo um produto ou serviço no qual você já tenha experiência em seus trabalhos anteriores realizados em alguma empresa, tudo bem. Encontre a paixão em você! Mude a sua atitude e comportamento em relação ao trabalho que melhor sabe fazer. Meça seu valor em relação ao concorrente e depois dessa análise aja para melhorar o que pode ser melhorado. Faça o simples bem feito, se você errar menos, ganha a confiança dos seus clientes e se você é bom no que faz, ganha fama por isso. Não foque só no resultado para obter seu sucesso, foque principalmente no processo, em sempre fazer o melhor possível, aprender e se aperfeiçoar com cada erro ou acerto, ouça os seus clientes. Aceite desafios, recicle-se e siga em frente.

3- Inovar no mercado

Para inovar é preciso estar bem informado: sobre si mesmo e sobre o mundo que o cerca. Procure se conhecer melhor, seja se questionando, lendo livros de auto ajuda, fazendo testes pela internet, conversando com quem você confia para saber como é a sua imagem, fazendo terapia, ou coaching. É extremamente importante que você se conheça para identificar seus talentos e habilidades assim como verificar se seus talentos já são habilidades, ou se precisa estudar mais, ou praticar mais para se desenvolver. Porque as suas habilidades serão muito eficazes para inovar, gerando diferenciação do seu negócio e criando a sua identidade e até fidelização.

Leia, assista a documentários, visite sites com informações sobre o mercado que você quer atuar, sobre pessoas que te inspire, converse com as pessoas da sua rede de contatos, faça pesquisas de opiniões, teste seus produtos ou serviços com essa rede. Conheça tendências, esteja por dentro das notícias que ajudem o seu negócio. Dessa forma é mais fácil encontrar maneiras criativas de oferecer ao cliente uma experiência de consumo que crie uma percepção de que seu dinheiro tem maior poder de compra, que as tire da zona de pessimismo e estresse.

4- Ser otimista e motivada

Mantenha atitudes positivas e acredite no seu produto porque quem é otimista enxerga melhor e vende mais e isso é comprovado cientificamente. Existem estudos no Canadá que comprovam que a visão das pessoas pode ser alterada pelo humor, podendo alterar até as funções do córtex visual que é a parte do cérebro que processa informações visuais. Então você pode pensar positivamente e consequentemente mudar a sua visão de mundo, passando a ver por uma perspectiva mais global e interativa. E isso pode ajudar na sua motivação. Motivação e otimismo é uma dupla de sucesso na vida de qualquer pessoa. Um caminho a se seguir para conseguir alcançar o casamento dessa dupla é a análise das suas crenças limitantes. Sim! O modo como você foi criado influencia no desenvolvimento do seu otimismo e motivação. Se seus pais lhe diziam frases como “Não se arrisque.”, “Você não vai conseguir.”, “Você não é capaz.” muito provavelmente você acredita nessas afirmações hoje e isto limita o seu potencial. E você precisa do seu potencial trabalhando sempre no mais alto grau de liberdade, assim consegue estar melhor preparado para analisar situações e chegar a um consenso de forma mais rápida, consegue gerar valor agregado usando sua criatividade para resolver problemas e obter pequenas conquistas antes que se transformem em conflitos que lhe tragam custos. Isso tudo é saber negociar com sucesso o que lhe auxilia diretamente em suas vendas.

5- Planejar e criar metas

A partir do momento em que você se conhece e conhece bem o mercado e o ramo de atuação do seu negócio você consegue saber onde você está e onde quer chegar. E é o planejamento que é capaz de transformar seus sonhos em realidade. Saiba precificar bem o seu produto ou serviço, não engesse as margens de lucro, projete a longo prazo seus melhores resultados, fique atento a oportunidades para ousar ou turbinar as suas metas. Determine a missão, visão e valores do seu negócio, porque esses são pilares importantes que você precisa desenvolver para saber como será a conduta do seu negócio no mercado, qual a imagem que você quer ter para seus clientes e quem será o seu público alvo. Conheça muito bem seu investimento para o negócio porque não adianta montar um planejamento magnífico se não tem condições financeiras de o colocar em prática. Faça um planejamento real, condizente com o que você pode executar. Você pode dividi-lo em partes, objetivos, fornecedores, marketing, vendas, assim fica mais fácil de você determinar qual quantia será gasta para cada parte. Para saber se você está no caminho certo que desenhou para o seu negócio você precisa criar metas. O planejamento trabalha para concretizar objetivos, por isso você deve criar metas a curto e longo prazo. É muito importante também que você saiba exatamente o que deve fazer para alcançar suas metas e que conheça o cronograma de quando estas devem ser alcançadas. Não se esqueça de prever alguns riscos ao longo desse caminho, ajudará você a pensar desde já em alternativas para não sair do caminho que planejou.

No próximo texto irei tratar sobre Diversificar, Distribuir, Relacionar-se, Fidelizar clientes e Perseverar no mundo do empreendedorismo. Não perca essa leitura, são dicas importantes para o seu negócio. Aguardo interação, estou aqui para ser útil e auxiliar vocês nessa caminhada do trabalho com prazer. Qualquer dúvida, opinião, questionamento, crítica, elogio e solicitação de conteúdo é bem vinda. Bora ajustar nosso foco para crescermos juntas.

Nos vemos nos próximo texto mês que vem, com mais 5 dicas.

Autora: Kika Moreira

0 comentários:

Postar um comentário

Adoramos a sua visita!
Deixe um recadinho, uma dica, um comentário ou nos conte sua experiência!
Vamos adorar ler! Bjos e Volte Sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...