NUTRIÇÃO NA GESTAÇÃO

Vamos falar do início dessa jornada maravilhosa? A gestação! Por ser uma fase nova, cheia de descobertas, anseios, também vem rodeada de medos. O corpo da mulher passa por constantes mudanças metabólicas e fisiológicas. Para bem se adaptar a essas mudanças no organismo é preciso atenção redobrada com a alimentação. 
Cada mês gestacional revela uma particularidade, e as consequências da má nutrição durante a gestação podem acompanhar o bebê e a mãe por anos, assim como uma alimentação adequada trará benefícios para a vida toda. Lembra que conversamos sobre os 1000 dias?

Então, o segredo é manter uma dieta equilibrada. Para isso é importante variar os tipos de alimentos, garantindo o consumo da grande maioria dos nutrientes. Entre eles, alguns são muito importantes em cada fase. 

PRIMEIRO TRIMESTRE
Ácido fólico (ou vitamina B9) — acredito que é o primeiro nutriente que mamãe escuta falar nesse período. Isso ocorre por que ele previne defeitos na formação do tubo neural do feto (estrutura que dará origem ao cérebro e à medula espinhal). Entretanto, boa parte dos ginecologistas e obstetras recomenda que a mulher que deseja engravidar já comece a tomar a vitamina B9 pelo menos três meses antes da concepção e continue sua ingestão no primeiro trimestre de gestação. 

SEGUNDO TRIMESTRE
Magnésio — o mineral favorece a formação e o crescimento dos tecidos do corpo.
Vitamina B6 — importante para o crescimento e o ganho de peso do feto, e auxilia na prevenção da depressão pós-parto.
Vitamina C — a substância age na formação do colágeno, que compõe pele, vasos sanguíneos, ossos e cartilagem, aumenta a absorção do ferro e fortalece o sistema imunológico.
Ferro — é essencial na produção de hemoglobina, proteína responsável pelo transporte de oxigênio pelo sangue. Ele ainda previne anemias que podem acometer tanto o bebê quanto a mãe.

TERCEIRO TRIMESTRE
Cálcio — esse mineral também é importantíssimo, pois auxilia na formação óssea do bebê. Sua deficiência pode provocar cáries, cãibras e unhas quebradiças. O cálcio tem outra função: a de auxiliar a produção de leite após o parto. Ele ajuda ainda no processo de coagulação do sangue e na boa manutenção da pressão sanguínea, dos batimentos cardíacos e das contrações musculares. 

Além é claro, dos nutrientes que são essenciais durante toda a fase:

Carboidratos – Fornecem energia para o organismo da mulher e o desenvolvimento do bebê. A gestante deve priorizar os carboidratos complexos, encontrados, por exemplo, nos pães e cereais integrais, que são absorvidos mais lentamente.

Proteínas – Responsáveis por construir, manter e renovar os tecidos da mãe e do bebê. Encontradas nas carnes, nos feijões, leite e derivados;

Lipídeos (gorduras) – Promovem o aporte de vitaminas lipossolúveis e contêm ácidos graxos essenciais para a formação do sistema nervoso central do feto. Escolha sempre os de boa qualidade, e use com moderação.Fontes: carnes, leite e derivados, abacate, azeite e salmão, entre outros;

Esses e outros tantos nutrientes são importantes para a garantia de uma gestação sadia. Procure um nutricionista para atender as suas necessidades individuais. Acredite que um estilo de vida saudável, começando por agora, é o maior legado que você pode deixar a seu filho!

Postado por Pâmala Mara
Instagram: @panelinhakids
Telefone:  987499685

0 comentários:

Postar um comentário

Adoramos a sua visita!
Deixe um recadinho, uma dica, um comentário ou nos conte sua experiência!
Vamos adorar ler! Bjos e Volte Sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...